03.08.2018
Vencedores da Obmep recebem medalha durante congresso de matemáticos
A cerimônia de entrega das medalhas de ouro a 576 estudantes de escolas públicas e privadas de todo o Brasil ocorreu no centro de convenções Riocentro, zona oeste da capital fluminense, durante o Congresso Mundial de Matemáticos (ICM, do nome em inglês International Congress of Mathematicians). Sediado pela primeira vez no Hemisfério Sul, o evento foi aberto ontem (1º) e reunirá, até o próximo dia 9, pesquisadores de todo o mundo para divulgação de novos estudos na área da matemática e troca de experiências.

Obmep
Os estudantes receberam a medalha no mesmo local onde quatro matemáticos receberam ontem a maior honraria da área, que é a Medalha Fields, considerada o Nobel da Matemática. Essa medalha é conferida durante o ICM, a cada quatro anos, aos matemáticos com menos de 40 anos de idade que se destacam na área.

Destinada a alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do ensino médio, a Obmep reuniu, no ano passado, em sua décima terceira edição, 18,2 milhões de concorrentes de 99,6% dos municípios brasileiros, dos quais 17,8 milhões de alunos de escolas públicas e os demais de instituições privadas. Foi a primeira vez que o certame incluiu participantes de colégios particulares.

A Obmep manteve o número de medalhas para alunos de escolas públicas das edições anteriores: 500 de ouro, 1.500 de prata, 4.506 de bronze e 38,6 mil menções honrosas. Os estudantes de escolas particulares receberam 76 medalhas de ouro, 227 de prata, 682 de bronze e 5,7 mil menções honrosas.

A competição é realizada desde 2005 pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

Artur Avila
Durante a solenidade no Riocentro, o único brasileiro a ganhar a Medalha Fields, Artur Avila, recebeu do ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, a Medalha da Ordem Nacional do Mérito Educativo. A honraria visa a premiar personalidades nacionais e estrangeiras que tenham se distinguido por excepcionais serviços prestados à educação. O ministro destacou que “os últimos quatro anos foram de grandes conquistas, com o Arthur recebendo a medalha Fields, que é importantíssima, e com o Brasil entrando no seleto grupo dos 10 países melhores em matemática, em estudo e pesquisa, e ter hoje aqui o maior congresso de matemática do mundo”.

A premiação nacional contou também com a presença do diretor-geral do Impa, Marcelo Viana, e do diretor adjunto do Impa e coordenador nacional da Obmep, Claudio Landim.

Na atual edição do Congresso Internacional de Matemáticos (ICM), a Medalha Fields foi concedida ao iraniano Caucher Birkar; a Alessi Fegalli, da Itália; a Peter Scholze, da Alemanha; e a Akshay Venkatesh, da Índia, durante a abertura do encontro.

Idealizada pelo matemático canadense John Charles Fields para celebrar os grandes feitos na área, a Medalha Fields já foi conquistada por 56 estudiosos das mais diversas nacionalidades, entre os quais Artur Avila, pesquisador extraordinário do Impa, agraciado em 2014, na Coreia do Sul. O ICM surgiu em 1897, em Zurique, Suíça. A cada quatro anos, o congresso é organizado pelo país-sede em parceria com a União Matemática Internacional.

No Brasil, o evento integra o Biênio da Matemática do Brasil 2017-2018, que objetiva, entre outras ações, incentivar o estudo da disciplina, torná-la mais popular e promover atividades que contribuam para aproximá-la cada vez mais do público.

Publicado por: Vanderlei Silva - Jornalista - Mtb. 13.349

Fonte: Rádio Encruzilhadense/Agência Brasil