11.07.2017
Projeto obriga indústrias a informar quantidade de sal e açúcar no rótulo

O deputado Maurício Dziedricki (PTB), apresentou projeto de Lei (PL) 71 2017 que torna obrigatório às indústrias de alimentos, refrigerantes e sucos que produzem, comercializem e envasem produtos no Estado do Rio Grande do Sul informar, nos respectivos rótulos, a quantidade de sal e açúcar contida nos produtos.
Pela proposta, o quantitativo de sal e açúcar presente nos alimentos deve ser informado no rótulo tendo como unidade medidas caseiras, estabelecendo o mínimo de 20% da área total da etiqueta. A informação deve ser apresentada de forma didática, legível e ostensivamente destacada, utilizando-se de imagens ou figuras que ilustrem o sentido da mensagem.

Aprovada, a norma deverá ser seguida pela indústria de refrigerantes, de sucos industrializados e de néctares, de biscoitos doces e de salgados, de salgadinhos, de bolos prontos e mistura para bolos e de chocolates. As indústrias terão um prazo de 180 dias para adequação dos rótulos.

Justificativa
Na justificativa anexada ao PL, o deputado Maurício Dziedricki assegura que apresentar no rótulo informações sobre a quantidade de açúcar e de sal contidos nos alimentos industrializados, em unidade de medida que as pessoas possam entender e comparar, permitiria melhor discernimento sobre a qualidade dos alimentos adquiridos e ingeridos. “É imperativo que os rótulos não apresentem apenas informações técnicas, mas também aquelas que toda a população possa entender”, certifica.

Para o deputado, na maioria das vezes as pessoas desconhecem o valor nutricional dos alimentos e o aparecimento precoce de doenças, como a hipertensão e diabetes tipo 2, diretamente relacionadas com hábitos alimentares e a qualidade da dieta. “Essas doenças que antigamente eram consideradas de adultos e idosos, estão cada vez mais está atingindo toda a população, independentemente da idade do indivíduo. Os índices de sobrepeso e obesidade em crianças, adolescentes e adultos está crescendo ao redor do mundo, esclarece.

Publicado por: Vanderlei Silva - Jornalista - Mtb. 13.349

Fonte: Rádio Encruzilhadense/Agência de Notícias da ALRS