14.06.2016
Programa Municipal de Combate ao Mormo foi tema de audiência pública
Divulgação
O plenário da Câmara de Vereadores ficou completamente lotado na noite de quinta-feira passada, por ocasião da audiência pública que teve como tema o funcionamento do Programa Municipal de Combate ao Mormo e Anemia Infecciosa Equina. Representantes de CTGs, PTQs e hotelarias foram conhecer em detalhes o funcionamento do programa. A criação do mesmo foi uma sugestão do presidente do Legislativo, Marco Antonio Grandini (Boca da Sucam) e aceita pela prefeita Laíse Gorziza de Souza.

A abertura da audiência pública foi feita pelo vereador Boca da Sucam. O evento também contou com o superintendente regional da Secretaria Estadual da Agricultura, Amilcar Pereira Rego; chefe da Inspetoria Veterinária, Marcelo Alves Fortes; secretário de Agropecuária, Iberon Barros Gonçalves (que representava a prefeita Laíse Gorziza de Souza) e secretária de Educação, Rita de Cássia Pogozelski.

O funcionamento do Programa Municipal de Combate ao Mormo foi explanado pela veterinária da Prefeitura, Márcia Louzada Pereira. Ela mostrou que o primeiro passo é a organização de uma lista, pelos criadores contendo o número de cavalos que terão o sangue coletado para o exame. Posteriormente esta lista (com no mínimo dez animais) deve ser entregue ao veterinário responsável pela coleta, que fará o agendamento da data. Em seguida o proprietário dos cavalos deposita o valor do exame na conta bancária do laboratório e faz a entrega do comprovante ao veterinário. No prazo entre sete e dez dias o resultado do exame será disponibilizado.

O valor do exame do mormo custa R$ 45,00 e o da anemia infecciosa, R$ 50,00. Quem preferir pode fazer os dois exames por R$ 80,00. O tubo para a coleta e a agulha custam R$ 0,90 e R$ 0,70 respectivamente. Tais valores são custeados pelos proprietários dos cavalos.

Maiores informações sobre o programa podem ser obtidas com os veterinários Horácio Costa na Secretaria de Saúde (3733 3733) e Márcia Louzada na Secretaria de Agropecuária (3733 1192) ou com Kelly Rachor na Câmara de Vereadores (8018 1540).


Publicado por: Vanderlei Silva - Jornalista - Mtb. 13.349

Fonte: Rádio Encruzilhadense/Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Encruzilhada do Sul