18.04.2016
Direção do Hospital Santa Bárbara relata drama nas finanças
O administrador do Hospital Santa Bárbara, Celso Teixeira, acompanhado pela diretora Nair Gabiatti, foi recebido em audiência no Centro Administrativo Municipal pela prefeita Laíse Gorziza de Souza. Também participaram do encontro a secretária municipal de Saúde, Fabiane Prestes Batista e a procuradora do município. Kátia Louzada.

Os representantes do HSB fizeram um relato sobre a atual crise financeira da casa de saúde, qualificada por eles como a maior e mais grave já enfrentada. Conforme Celso, a situação é bem parecida com a enfrentada por cerca de outros 250 hospitais do Rio Grande do Sul, e tem origem na falta de repasses por parte do governo do Estado por serviços já prestados.

O administrador revelou que a dívida do Estado com o Hospital Santa Bárbara já chega a R$ 1 milhão. O contrato mensal prevê que o governo estadual repasse R$ 434 mil ao HSB, por serviços executados. No entanto o repasse de janeiro deste ano foi de apenas R$ 148 mil, em fevereiro R$ 178 mil e em março R$ 195 mil.

Sem recursos o Hospital já deixou de pagar parte do salário dos funcionários este mês e, conforme revelou Celso, é provável que em cerca de 30 dias os médicos deixem de atender os pacientes.

O administrador deixou claro que a dificuldade do HSB não se deve a problemas de gestão e sim, exclusivamente a falta de repasses do governo do Estado. “Se tivéssemos recebido os valores que temos direito (R$ 1 milhão), tal importância daria para quitar nossas dívidas no momento com folga”, explicou


Publicado por: Vanderlei Silva - Jornalista - Mtb. 13.349

Fonte: Rádio Encruzilhadense/Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Encruzilhada do Sul