28.12.2015
Crise leva Prefeitura e entidades carnavalescas a cancelar os defiles
Representantes da Prefeitura, escolas de samba e blocos carnavalescos estiveram reunidos, dia 22 de dezembro, no Centro Administrativo Municipal. Na ocasião, o representante da Secretaria Municipal da Fazenda, Luis Ronaldo Soares Martins, informou que devido as dificuldades de ordem financeira atravessadas atualmente pelo Executivo Municipal, não será possível destinar recursos para o Carnaval de rua de 2016. No ano passado, o valor destinado pela Prefeitura para cobrir as despesas com o Carnaval chegou a R$ 120 mil. Tal importância foi para as escolas de samba, blocos carnavalescos, som, segurança e banheiros químicos.

Sem o repasse da Prefeitura, as escolas e blocos afirmam que não têm condições para realizar os desfiles. A falta de repasse por parte do Executivo já era esperada por algumas entidades carnavalescas, as quais manifestaram o desejo de aproveitar o cancelamento dos desfiles de rua, para realizar investimentos na área física dos barracões.

Diante da situação, ficou acertado por unanimidade entre os representantes das entidades carnavalescas e Executivo Municipal, o cancelamentos dos desfiles de rua em 2016.
Participaram da reunião a secretária de Educação, Rita de Cássia de Oliveira Pogozelski, Luis Ronaldo Soares Martins (Secretaria da Fazenda), Isabel Freitas (Secretaria de Obras), representantes das escolas de samba Mimi, Mocidade Independente e Padre Palermo e Bloco Bar da Jake.


Publicado por: Vanderlei Silva - Jornalista - Mtb. 13.349

Fonte: Rádio Encruzilhadense/Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Encruzilhada do Sul