01.04.2015
Emater projeta perda superior a R$ 80 milhões em lavouras da Metade Sul
Após Jaguarão, Canguçu e Herval encaminharem à Defesa Civil os pedidos de emergência em virtude da escassez de chuvas na Metade Sul do Estado, a Emater garante que mais cidades devem seguir o mesmo caminho caso a estiagem persista. De acordo com Luis Inácio Jacques, coordenador regional da Emater, as perdas na soja e no milho já atingem 40% apenas nas cidades de Herval e Jaguarão.

No caso de Jaguarão, isso representa perda de um quarto no total do PIB rural do município, com prejuízos chegando à casa dos R$ 32 milhões. No total geral, os prejuízos no Estado podem ultrapassar os R$ 80 milhões.

Em algumas cidades não chove de maneira substancial há 60 dias. Culturas como o arroz e o fumo não são afetadas, mas a produção leiteira, por exemplo, é comprometida. Com a má qualidade das pastagens, a matéria-prima perde força e a pecuária também é prejudicada.

Entre as cidades que poderão decretar situação de emergência nos próximos dias está Cerrito: parte da população já enfrenta falta de água potável e precisa contar com a ajuda do Estado para receber abastecimento.


Publicado por: Vanderlei Silva - Jornalista - Mtb. 13.349


Fonte: Correio do Povo