26.10.2014
Quem é o novo governador do RS
José Ivo Sartori nasceu em Farroupilha, na Serra gaúcha, em 25 de fevereiro de 1948, filho do agricultor e borracheiro Antônio Sílvio Sartori (já falecido) e da dona de casa Elza Josefina Dengo Sartori – que apareceu em seus programas no horário eleitoral gratuito. Formou-se em Filosofia pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) e foi professor universitário. Também lecionou História, Moral e Cívica e Organização Social e Política Brasileira.

Deu os primeiros passos na política antes de completar 30 anos. Em 1976, filiou-se ao PMDB e elegeu-se vereador em Caxias. A maior parte de sua trajetória se deu na Assembleia Legislativa, de onde atuou a partir de 1982 por nada menos que cinco mandatos e de onde assistiu à transição do regime militar para a democracia. Em 1987, foi nomeado secretário estadual do Trabalho e Bem-Estar Social pelo então governador Pedro Simon (PMDB). No ano seguinte, porém, voltou à Assembleia para construir, com outros 54 parlamentares, a Constituição do Rio Grande do Sul. Em 1998, foi presidente da Casa, período durante o qual ocupou interinamente o cargo de governador em duas ocasiões. Também foi vice-presidente do PMDB estadual. Em 2002, lançou-se a deputado federal e recebeu quase 100 mil votos.

Dois anos depois, voltou à Serra como prefeito de Caxias, o segundo maior município do Estado. Reelegeu-se em 2008 ampliando a sua votação e encerrou a Administração com elevados índices de aprovação, o que o vacinou para cobiçar o Piratini. Durante seu governo, Caxias erradicou o analfabetismo (com reconhecimento pelo Ministério da Educação), derrubou os índices de mortalidade infantil e foi a primeira cidade do País a utilizar a coleta automatizada de lixo. A gestão também ficou marcada pela construção e reforma de unidades básicas de saúde, pela ampliação do patrulhamento nas ruas e por melhorias no trânsito.

Em 2013, seu nome passou a ser ouvido como possível indicado do PMDB para concorrer a governador. Após relutar, lançou-se pré-candidato no início deste ano e ainda enfrentou uma disputa interna antes de ser confirmado candidato. Em março, foi escolhido na pré-convenção da sigla com 70% dos votos. Seu oponente era o ex-prefeito de Mariana Pimentel Paulo Ziulkoski.


Publicado por: Vanderlei Silva - Jornalista - Mtb. 13.349

Fonte: Portal GAZ